Pare, olhe e siga


Pare, olhe e siga

(Dia do Enfermo)

Dia 11 de fevereiro é considerado o Dia Mundial do Enfermo. De cunho religioso, a data foi instituída por João Paulo II em 1992 com o intuito de chamar atenção para a condição de enfermo com os seguintes dizeres: “podemos encontrar novo impulso e contribuir para a difusão de uma cultura respeitadora da vida, da saúde e do meio ambiente; lutar pelo respeito da integridade e dignidade das pessoas, abordando correctamente as questões bioéticas e a tutela dos mais fracos”.
O processo de adoecer envolve muitos fatores e de acordo com o novo paradigma quântico podemos compreender melhor essa condição. Quem adoece? O que significa os sintomas de uma doença? Podemos aprender alguma coisa quando estamos vivenciando uma doença no corpo físico? Há quem acredita que a doença pode ser também um caminho. Um caminho de aprendizagem, isto é, de autoaprendizagem. Para isso há a necessidade de perceber, de expandir a compreensão.
Quando pensamos na integridade do ser, temos que integrar corpo, mente e espírito. O corpo físico é uma possibilidade de escolha da consciência que se encontra em processo de evolução. Com base nesse sentido, os ajustes devem ser realizados. Então, a própria consciência “causa” os desajustes com o propósito de expandir e promover a saúde. Seria um movimento de cura, um movimento de retorno a harmonia.
Quando estamos enfermos, vivenciando um momento de doença PARE um pouco. OLHE o seu interior. Aproveite o momento para refletir, buscar novas possibilidades de pensar e sentir. Corrija o leme da sua vida interior. Depois, SIGA adiante. Pare, olhe e siga. Seja grato pelo aprendizado. Faça a “química”da gratidão circular pelo seu corpo físico restituindo a saúde e a harmonia. Utilize a neuroplasticidade em seu benefício.
A medicina evoluiu muito na compreensão das doenças do corpo físico. Temos muitos recursos para tratar e ajudar o corpo físico a retornar ao seu funcionamento harmônico. Talvez, nesse momento evolutivo que vivemos, seja importante prestar atenção no universo interior, em nossa saúde mental, em nossos pensamentos, em nossos sentimentos. Tornar-se consciente dos processos inconscientes utilizando da capacidade de metacognição, o que é isso? Pensar no que se pensa. Isso pode fazer a diferença para a conquista de uma saúde integral: corpo, mente e espírito.

Abraços fraternos

Dr Milton Moura

One thought on “Pare, olhe e siga

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s